terça-feira, 14 de junho de 2011

Relação com a Imprensa II - Postagem extra

Hoje pela manhã ouvi a entrevista do treinador do Internacional - Paulo Roberto Falcão.
Não sei se foi truculenta, agressiva,... mas não quero adjetivar.


Em 2001, na véspera de um GRE-NAL, o Falcão me ligou, pedindo para fazer seu programa da nossa concentração.
Eu disse que não gostaria de tirar o foco do grupo e, além disto, não poderia permitir que uma rádio fizesse programa de lá e outra não. Ele insistiu e quando ficou claro que eu não cederia ele "terminou" a conversa e desligou o telefone.


Tive a nítida impressão que hoje ele entende melhor a minha postura.


Fernando Miranda

3 comentários:

  1. Sem dúvida a coisa muda de figura quando se está do outro lado balcão.
    No caso do Falcão incusive ele tinha tantas regalias trabalhando na Globo, que acabou por desaprender as agruras do futebol real. Ele parece ainda que está no mundo virtual da televisão e se não mudar rapidamente de postura, poderá ser tarde demais.

    ResponderExcluir
  2. Gian Franco Salamoni14 de junho de 2011 21:50

    "Tive a nítida impressão que hoje ele entende melhor a minha postura". Falou pouco e disse tudo, Presidente.

    ResponderExcluir
  3. é por ai Miranda. os dois lados do balcão evidenciam que sempre é preciso compreender as posições alheias.

    ResponderExcluir

Por favor, assine sua postagem.
Preferencialmente com seu e-mail e telefone que NÃO SERÃO PUBLICADOS.
Quem escreve aqui, assina o que diz.
Não assinar o comentário é uma ótima demonstração de pusilanimidade!

Obrigado,

Fernando Miranda